sábado, 18 de fevereiro de 2012

QUEM CRIOU DEUS?



À luz de todas as comprovações para o início do Universo espaço-tempo, o Iniciador deve estar fora do Universo espaço-tempo. Quando se sugere que Deus é o Iniciador, os ateus rapidamente fazem a antiga pergunta: "Então quem criou Deus? Se tudo precisa de uma causa, então Deus também precisa de uma causa!".
Como já vimos, a lei da causalidade é o fundamento da ciência. A ciência é a busca pelas causas, e essa busca é baseada em nossas observações coerentes e uniformes de que tudo o que tem um começo teve uma causa. O fato é que a pergunta "Quem criou Deus?" destaca com que seriedade levamos a lei da causalidade. Toma-se como certo que praticamente tudo precisa de uma causa.
Então por que Deus não precisa de uma causa? Porque a posição dos ateus não compreende a lei da causalidade. A lei da causalidade não diz que tudo precisa de uma causa. Ela diz que tudo o que venha a existir precisa de uma causa. Deus não veio a existir, ninguém fez Deus. Ele não é feito. Como ser eterno, Deus não tem um começo e, assim, ele não precisou de uma causa.
"Mas, espere um pouco", vão protestar os ateus. "Se você pode ter um Deus eterno, então eu posso ter um Universo eterno! Além do mais, se o Universo é eterno, então ele não teve uma causa." Sim, é logicamente possível que o Universo seja eterno e que, portanto, não tenha tido uma causa. De fato, só existem duas possibilidades: ou o Universo é eterno, ou alguma coisa fora do Universo é eterna (uma vez que algo inegável existe hoje, então alguma coisa deve ter existido sempre. Só temos duas opções: o Universo ou algo que tenha causado o Universo). O problema para o ateu é que, enquanto é logicamente possível que o Universo seja eterno, isso parece não ser realmente possível. Todas as evidências científicas e filosóficas (SURGE, diminuição da radioatividade e o argumento cosmológico kalam) nos dizem que o Universo não pode ser eterno. Assim, descartando uma das duas opções, ficamos apenas com a outra: alguma coisa fora do Universo é eterna.
Ao chegar a esse ponto, existem apenas duas possibilidades para qualquer coisa que exista: 1) ou essa coisa sempre existiu e, portanto, não possui uma causa, ou 2) ela teve um início e foi causada por alguma outra coisa (ela não pode ser sua própria causa, porque teria de ter existido antes para poder causar alguma coisa). De acordo com essa comprovação decisiva, o Universo teve um início, e, portanto, isso deve ter sido causado por alguma outra coisa — algo fora de si mesmo. Note que essa conclusão é compatível com as religiões teístas, mas não está baseada nessas religiões: está baseada em razão e provas.
Então, qual é a Causa Primeira? Alguém pode pensar que você precisa confiar numa Bíblia ou em algum outro tipo de assim chamada revelação religiosa para responder a essa pergunta, mas, outra vez, não precisamos de nenhum livro sagrado para descobrir isso. Albert Einstein estava certo quando disse: "A ciência sem a religião é aleijada; a religião sem a ciência é cega".[1] A religião pode tanto ser informada quanto confirmada pela ciência, como acontece no caso do argumento cosmológico, ou seja, podemos descobrir algumas características da Causa Primeira simplesmente com base na evidência que discutimos neste capítulo. Dessa evidência, sabemos que a Causa Primeira deve ser:
·Auto-existente, atemporal, não espacial e imaterial (uma vez que a Causa Primeira criou o tempo, o espaço e a matéria, a Causa Primeira deve obrigatoriamente estar fora do tempo, do espaço e da matéria). Em outras palavras, não tem limites ou é infinita.
·Inimaginavelmente poderosa para criar todo o Universo do nada.
·Supremamente inteligente para planejar o Universo com precisão tão incrível (veremos mais sobre isso no capítulo seguinte).
·Pessoal, com o objetivo de optar por converter um estado de nulidade em um Universo tempo-espaço-matéria (uma força impessoal não tem capacidade de tomar decisões).
Essas características da Causa Primeira são exatamente as características teístas atribuídas a Deus. Mais uma vez, essas características não são baseadas na religião ou em experiências subjetivas de alguém. Foram tiradas da comprovação científica que acabamos de analisar e nos ajudam a ver uma seção importantíssima da tampa da caixa do quebra-cabeça que chamamos de vida.

CONCLUSÃO: SE DEUS NÃO EXISTE, ENTÃO POR QUE EXISTE ALGUMA COISA ALÉM DO NADA?

Alguns anos atrás, eu [Norm] debati com um ateu na Universidade de Miami sobre a pergunta "Deus existe?". Depois de eu ter apresentado muitas das comprovações que vimos aqui, tive a oportunidade de fazer algumas perguntas ao meu oponente. Disse-lhe o seguinte:
— Senhor, tenho algumas perguntas a lhe fazer. Primeira: "Se Deus não existe, então por que existe alguma coisa além do nada?".
Continuei fazendo outras perguntas, achando que ele iria responder na seqüência.
É preciso dizer que, normalmente ao debater com alguém, se tem como alvo persuadir a platéia. Você não fica esperando que o seu oponente admita que está errado. Ele investiu muito naquela posição, e a maioria dos debatedores tem um ego grande demais para admitir um erro. Mas foi diferente com aquele homem. Surpreendeu-me quando disse:
— Em relação à primeira pergunta, é realmente uma boa questão. Na verdade, é uma ótima questão.
Sem nenhum outro comentário, ele prosseguiu e respondeu à minha segunda pergunta.
Depois de ouvir a comprovação da existência de Deus, aquele debatedor foi levado a questionar suas próprias crenças. Ele chegou até mesmo a comparecer a uma reunião posterior e expressou que tinha dúvidas sobre o ateísmo. Sua fé no ateísmo estava desaparecendo. De verdade.
"Se não existe Deus, então por que existe algo diferente do nada?" é uma pergunta que todos nós temos de responder. À luz das evidências, somos deixados apenas com duas opções: ou ninguém criou uma coisa do nada ou alguém criou alguma coisa do nada. Que visão é mais plausível? Nada criou alguma coisa? Não. Até mesmo Julie Andrews sabia a resposta quando cantou "Nada vem do nada. Nada poderia ser assim!". Se você não consegue acreditar que nada fez alguma coisa, então não tem fé suficiente para ser ateu!
A idéia mais plausível é Deus. Robert Jastrow sugeriu isso quando terminou seu livro Deus e os astrônomos com esta clássica afirmação:
Para o cientista que tem vivido pela fé no poder da razão, a história termina como um sonho ruim. Ele escalou as montanhas da ignorância; está prestes a conquistar o pico mais elevado e, quando se lança sobre a última rocha, é saudado por um grupo de teólogos que estão sentados ali há vários séculos.[2]



[1] In: Science, Philosophy, and Religion: A Symposium. New York: The Conference on Science, Philosophy and Religion in Their Relarion ro rhe Democraric Way of Life, 1941. Disponível on-line em http://www.sacredtexts.com/aor/einstein/einsci.htm. Acesso em 15 de outubro de 2003.
[2] God and the Astronomers, p. 116.

Fonte: Não tenho fé para ser ateu, p. 67-69
Reações:

2 comentários:

  1. cara não sei se vc vai postar meu comentario ou nao,nem é sobre esse artigo que gostaria de falr....é sobre o bolg , espero que vc esteja ciente do que vc escreve e coloca aqui, pois a Palavra de Deus Diz: "pelas suas palavras sereis julgado...." só uma coisa se jesus nos da uma nova vida, como deve ser essa vida? é só sair dando amor para as pessoas? é só isso? que evangélio é esse? só entenda uma coisa, o evangelio é de graça mais não foi barato não, não leve a graça de cristo de qualquer jeito, Cristo pagou o preço dos pecados na cruz certo? foi dessa condenação que Ele nos livrou, Agora isso não significa que não temos mais responsabilidades com Deus. Apoc. 14:12 , será que esses mandamentos de DEUS é só sair dando amor por ai, sair dizendo Jesus, jesus, jesus bem auto??? Mt. 7:21:23. como explicar essa passagem? será que os falsos profetas são aqueles que procuram seguir oque a biblia diz ou são aqueles que tentam anular ( e usam a biblia pra isso) passagens , textos e livros da PALAVRA DE DEUS, será que DEUS não é perfeito o suficiente, que ele precisa de ajuda para validar ou anular textos biblicos, IITimot.3:16 só pra completar esse texto se refere a principalmente o Velho Testamento....que que vejo que voces nao dao muito credito pra ele....que o Espirito de Deus possa falar ao teo coraçao. Amem

    ResponderExcluir
  2. Deixei um recado para vc no MCA.
    Abraços

    ResponderExcluir

Esse Blog apóia Samuel Câmara

Esse Blog apóia Samuel Câmara
CGADB PARA TODOS