quarta-feira, 28 de julho de 2010

Desmascarando a doutrina sabatista


“Domingo, no Novo Testamento, é chamado de ‘O dia do Senhor’. Em latim, dominica die, de onde deriva seu nome nas línguas neolatinas, por exemplo: no espanhol, ‘domingo’; no italiano, ‘domenica’; e no francês, ‘dimanche’, faladas por cerca de 400 milhões de pessoas”. 
Domingo é um vocábulo exclusivo do cristianismo. Essa palavra, bem como as suas análogas, não existia em nenhuma língua do mundo até o final do século 1°, quando o apóstolo João criou a expressão grega: Kuriakh mera (kyriake hemera), vertida para o latim como: dominica die.?? 
Antigos documentos da Igreja primitiva, transcritos para o russo, relatam que João, encarcerado na ilha de Patmos, chorava muito ao chegar o primeiro dia da semana, ao lembra-se das uniões para a Ceia do Senhor, celebrada sempre nesse dia: “No primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão…” (At 20.7). E foi justamente em um “primeiro dia da semana” que Jesus, ressuscitado, lhe apareceu e lhe revelou os maravilhosos eventos do Apocalipse (Ap 1.10). 
Certamente que todo o livro não foi elaborado naquele mesmo dia. Mas o fato indiscutível é que Jesus apareceu a João exatamente no “primeiro dia da semana”. Isso explica porque a Ucrânia e a Rússia trocaram os nomes do primeiro dia da semana, que entre os pagãos era chamado “dia do sol”, por uma expressão tão ou mais significativa do que aquela adotada nos países de línguas neolatinas. 
Lemos na Bíblia ucraniana João afirmando que foi arrebatado no “dia da ressurreição” (Dien voscrecii). De igual modo, na Bíblia russa também lemos: “Eu fui arrebatado em espírito, no dia da ressurreição”. Aliás, na língua russa, todos os dias da semana ficaram subordinados ao dia da ressurreição! Por exemplo: segunda-feira, em russo, é pondielnik (“o dia após a ressurreição”); terça-feira, voftornik (“o segundo dia após a ressurreição”); quarta-feira, sreda (“terceiro dia após a ressurreição”), e assim por diante. 
Vale realçar que o apóstolo João, ao frisar o dia da semana em que Jesus lhe apareceu, criou uma nova expressão na língua grega: Kuriakh hmera (kyriake hemera). Expressão esta que deu origem à palavra “domingo”, conforme explanaremos a seguir. Mas antes de continuarmos, para melhor compreensão dos nossos argumentos, recorreremos à etimologia, que nos revelará a origem das palavras, o seu desenvolvimento histórico e as possíveis mudanças de seu significado.
Vejamos alguns exemplos de como as palavras evoluem:


•A palavra “efeméride” provém de dois termos gregos: epi (“sobre”) e ?he hemera, que significa “dia”, de onde veio também o adjetivo efêmero, ou seja, “o que é breve, transitório, passageiro”. 

•A palavra “castigar” provém do latim: castus (“irrepreensível”, “puro”, “fiel”) + agere (“fazer”). Temos um emprego bíblico neste sentido quando o escritor aos hebreus declara que Deus “castiga a quem ama” com a finalidade de nos tornar puros e fiéis a Ele (Hb 12.6).
•As palavras “mouco” (ou surdo) e “domingo” possuem também sua origem num texto de João. Vejamos: “Então Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a, e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco” (Jo 18.10). Malcus, do latim, deu origem à palavra “mouco”, em português, significando aquele que não ouve, ou que ouve pouco ou mal; surdo.

Analisemos, agora, Apocalipse 1.10 à luz do original grego, da etimologia, da hermenêutica bíblica, da história e dos escritos patrísticos.

Eis o que os mais abalizados biblicistas afirmam sobre a expressão joanina: kyriake hemera:

“Temos aqui a palavra kyriakos, em um sentido adjetivado, isto é, “pertencente ao Senhor”. Originalmente, esta palavra era usada com o sentido imperial, como algo que pertencia ao César romano. ‘Os crentes primitivos [...] aplicaram-na ao domingo, o primeiro dia da semana’. Esse é o uso que se encontra em Didaché 14 e Inácio, Magn. 9, que foram escritos não muito depois do Apocalipse”.
“‘O dia do Senhor’, em Apocalipse 1.10, é tido pela maioria dos autores como o domingo”.

“O primeiro dia da semana é, sem dúvida. ‘o dia do Senhor’, referido em Apocalipse 1.10”.

“A frase: ‘O dia do Senhor’, Kuriakh ?mera (kyriake hemera), ocorre uma só vez, e isto se dá no último livro. Apocalipse 1.10 [...] expressava a convicção de que o domingo era o dia da ressurreição, quando Cristo Jesus conquistou a morte e se tornou Senhor de todos” (Ef 1.20-22; grifo do articulista).

Nem mesmo no texto grego da Septuaginta encontramos a expressão Kuriakh?mera, criada pelo apóstolo João para aludir ao dia da ressurreição! A expressão hebraica “dia do Senhor” sempre foi vertida para o grego como ? (hemera tou kyriou). Mas o que João escreveu foi: Kuriakh ?mera. Por que João teria usado uma expressão jamais encontrada em qualquer outro escrito, sagrado ou profano? Cremos que pelas seguintes razões:

1) Para indicar algo também inédito na história da humanidade: a ressurreição de Cristo.

2) Para deixar bem claro que se referia ao dia da ressurreição, o domingo, e não aos eventos escatológicos da segunda vinda de Cristo, a parusia, que também é chamada “dia do Senhor”, como nestes versículos:

a) “O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor” (At 2.20).

b) “… Seja entregue para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor” (1Co 5.5).

c) “Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite” (1Ts 5.2).

d) “Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite” (2Pe 3.10).

Há uma significativa diferença entre a expressão “dia do Senhor”, alusiva à segunda vinda de Cristo, e a expressão que encontramos escrita em Apocalipse 1.10, “dia do Senhor”, referindo-se ao dia da ressurreição.
Kyriakos é uma forma adjetivada da palavra KurioV (Kýrios – Senhor) e significa literal e exatamente: “que diz respeito ao Senhor”; “concernente ao Senhor”; “pertencente ao Senhor”; “senhorial”, ou “dominical”, e não “do Senhor”, como lemos em algumas das nossas traduções.

A tradução literal de Apocalipse 1.10 seria: “Eu fui arrebatado pelo espírito no dia senhorial”. Mas este adjetivo, “senhorial”, derivado do termo “senhor”, raramente é usado. O seu sinônimo é “dominical”, porque o português é uma língua neolatina. “Senhor”, em latim, é Dominus. Assim, quando dizemos Dom Pedro II ou Dom Evaristo Arns, estamos abreviando a palavra Dominus, para dizer: Senhor Pedro II, Senhor Evaristo Arns. O mesmo processo etimológico acontece com o adjetivo “popular”. Quando algo pertence ao povo, não dizemos “povoal”, mas “popular”, porque, em latim, populus, significa “povo”.

Acertadamente, Jerônimo verteu Kuriakh ?mera (kyriake hemera) para a Vulgata Latina como Dominica die (“dia dominical”, “domingo”) e não como dia domini (“dia do Senhor”). Veja:

“Fui in spiritu in dominica die et audivi post me vocem magnam tamquam tubae”(Ap 2.10).

Daí, a clássica versão de Antônio Pereira de Figueiredo traduzir: “Eu fui arrebatado em espírito hum dia de domingo, e ouvi por detrás de mim huma grande voz, como de trombeta” (1819).

Resgatando verdades históricas
Documentos escritos nos três primeiros séculos, muito antes de Constantino existir (280-337), adotaram e conservam, todos eles, a mesma expressão concebida pelo apóstolo João para referir-se ao glorioso dia da ressurreição de Jesus Cristo.
Século 1º: O ensino dos apóstolos
Possivelmente, contemporâneo do Apocalipse: “E no dia do Senhor Kyriake hemera, congregai-vos para partir o pão e dai graças”.
Século 2º : Escritos de Melito de Sardes
Nestes escritos, há um tratado sobre a adoração no domingo, intitulado: peri kyriakes (acerca do dia dominical), “dia do Senhor”, isto é, “domingo”.
Ano 115: Epístola de Inácio aos magnesianos
“Porque se no dia de hoje vivermos segundo a maneira do judaísmo, confessamos que não temos recebido a graça [...] Assim pois, os que haviam andado em práticas antigas alcançaram uma nova esperança, já sem observar os sábados, porém modelando suas vidas segundo o ‘dia do Senhor’ (Kyriaken zontes)”.
Ano 130: O “evangelho de Pedro”
É um documento histórico comprovadamente escrito no princípio do século 2o, e também se refere ao dia da ressurreição usando o mesmo adjetivo kyriakes, que, na edição de Jorge Luís Borges, é traduzido corretamente por “domingo”.
Ano 132, ou antes: Epístola de Barnabé
“Portanto, também nós guardamos o oitavo dia ( Kyriake hemera, ‘domingo’) para nos alegrarmos em que também Jesus se levantou dentre os mortos e, havendo sido manifestado, ascendeu aos céus”.
150—168: Justino Mártir, Eusébio, Clemente de Alexandria
Escritores dos séculos 2º e 3º, todos eles também adotaram o Kyriake hemera criado por João para o “dia da ressurreição”, vertido para o latim como Domínica die (“dia dominical”) e passado para o português como “domingo”!
A singularidade do nome domingo
“E Jesus, tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana…” (Mc 16.9).
Alguns alegam que a palavra “domingo” não consta na Bíblia. É verdade. Não encontramos nos textos originais a palavra portuguesa “domingo”, como também não encontramos as palavras: Deus, casa, livro, amor ou sábado, mas, sim, as suas correspondentes nas línguas hebraica, aramaica ou grega.
Domingo é a tradução literal da expressão criada pelo apóstolo João: Kuriakh ?mera (kyriake hemera), vertida para o latim como Domínica die e corretamente traduzida em todas as versões da Vulgata para as línguas neolatinas como dominu lui, domingo, mingo, domenica, dimanche, e outros nomes semelhantes no galego, no provençal, no franco-provençal, no romeno, no reto-romano, no sardo e no dalmático, faladas por mais de 400.000 000 de pessoas!
As seguintes traduções: de Antônio Pereira de Figueiredo, do Centro Bíblico Católico, dos Monges de Maredsous, de João José Pedreira de Castro, do dr. José Basílio Pereira, do Mons. Vicente Zioni e Matos Soares, bem como qualquer outra versão do Novo Testamento para o português ou para o espanhol, feita da Vulgata Latina, trazem em Apocalipse 1.10 a palavra “domingo”.
Domingo não é um nome importado do paganismo, como saturday (“dia de Saturno”), nem do judaísmo, como shabath (“descanso”).
Domingo não é dia comemorativo da criação do mundo nem da libertação do povo de Israel, tampouco dia de descanso, pasmaceira, televisão, futebol, pescarias, clubes ou jogatina.
Domingo é dia de oração, de adoração, dia de cultuarmos a Deus, dia de atividade espiritual, como evangelismo, visita aos necessitados, aos encarcerados ou enfermos!
Domingo é o nome de um dia exclusivo do cristianismo, criado por João para caracterizar e distinguir o dia da vitória de Jesus sobre a morte, consumando a libertação de toda a humanidade.
Domingo é o dia aclamado por Davi, em sua jubilosa profecia sobre o dia da ressurreição: “Esta é a porta do SENHOR, pela qual os justos entrarão. Louvar-te-ei, pois me escutaste, e te fizeste a minha salvação. A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça da esquina. Da parte do SENHOR se fez isto; maravilhoso é aos nossos olhos. Este é o dia que fez o SENHOR; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele” (Sl 118.20-24).”
{Fonte: Revista Defesa da Fé.}
Qual dia era de regozijo e alegria para o cristão primitivos?
Deixe que a Bíblia e os fatos históricos fale por si:
Qual seria o dia que comemoraríamos hoje? Sexta feira ou o Sábado? Nestes dias o Senhor jazia frio na morte, na tumba. Naqueles dias os discípulos não tinham esperança. Com muito sofrimento, eles lamentavam atrás de portas fechadas. Eles diziam que pensavam que era Ele quem iria redimir Israel. Somente o dia da ressurreição mudaria este triste momento.
- Este dia ocorreu na manhã do primeiro dia da semana que é o Domingo e a nossa redenção foi completa. Leiamos:
“Ora, havendo Jesus ressurgido cedo no primeiro dia da semana (no Domingo)”{Grifo meu} Ora, havendo Jesus ressurgido cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios.
(Mc.16:9).
- No Domingo, Ele os encontrou em diferentes lugares e em repetidas vezes (Mc.16:1-11; Mt.28:8-10; Lc.24:34; Mc.16:12-13; Jo.20:19-23).
- No Domingo Jesus os abençoou – Chegada, pois, a tarde, naquele dia, o primeiro da semana, e estando os discípulos reunidos com as portas cerradas por medo dos judeus, chegou Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco.
(Jo.20:19).
- No Domingo Jesus repartiu sobre eles o Espírito Santo – E havendo dito isso, assoprou sobre eles, e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.
(Jo.20:22)
- Aqui Ele primeiro comissionou para pregarem o evangelho a todo o mundo – Disse-lhes, então, Jesus segunda vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.
[Ora, havendo Jesus ressurgido cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios.
Foi ela anunciá-lo aos que haviam andado com ele, os quais estavam tristes e chorando;
e ouvindo eles que vivia, e que tinha sido visto por ela, não o creram.
Depois disso manifestou-se sob outra forma a dois deles que iam de caminho para o campo,
os quais foram anunciá-lo aos outros; mas nem a estes deram crédito.
Por último, então, apareceu aos onze, estando eles reclinados à mesa, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem dado crédito aos que o tinham visto já ressurgido.
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.
(Jo.20:21 e Mc.16:9-15).

- O Domingo tornou-se o dia de alegria e regozijo para os discípulos – Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Alegraram-se, pois, os discípulos ao verem o Senhor.
(Jo.20:20).
- Os discípulos se reuniam no Domingo – E nós, depois dos dias dos pães ázimos, navegamos de Filipos, e em cinco dias fomos ter com eles em Trôade, onde nos detivemos sete dias.
No primeiro dia da semana, tendo-nos reunido a fim de partir o pão, Paulo, que havia de sair no dia seguinte, falava com eles, e prolongou o seu discurso até a meia-noite.
(At.20:6-7).

- As coletas eram feitas no Domingo – Ora, quanto à coleta para os santos fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galiléia.
No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder, conforme tiver prosperado, guardando-o, para que se não façam coletas quando eu chegar (ICor.16:1-2).
Agora vejam fatos históricos em que o domingo de fato era o dia mais importante de culto entre os cristão primitivos:
Vejamos alguns depoimentos abaixo bem antes do século IV.
1. Inácio – (ano 107 d.C) “Deve todo amigo de Cristo observar o Dia do Senhor como festa, o dia da ressurreição, a rainha e comandante de todos os dias” (carta aos magnésios cap. IX)
2. Barnabé – (ano 125 d.C) “Eis por que celebramos como festa alegre o oitavo dia, no qual Jesus ressuscitou dos mortos e, depois de se manifestar, subiu aos céus” (cap. 15)
3. Justino, o Mártir – (ano 160) “Mas o domingo é o dia em que todos temos nossa reunião comum, porque é o primeiro dia da semana, e Jesus cristo, nosso Salvador, neste mesmo dia ressuscitou da morte” (Apologia cap. 68)

4. O Ensino dos Apóstolos – ( ano 165 d.C) “Os apóstolos determinaram, ainda: no primeiro dia da semana deve haver culto, com leitura das Escrituras Sagradas, e a oblação. Isso porque mo primeiro dia da semana o Senhor nosso ressuscitou”
5. Clemente de Alexandria – (Ano 194 d.C) “Ele cumprindo o preceito conforme o evangelho, guarda o Dia do Senhor, quando abandona uma disposição má e assume aquela do gnóstico, glorificando em si a ressurreição do Senhor” (Livro 7 cap. 12)
6. Constituição Apostólica – (ano 250 d.C) “No dia da ressurreição do nosso Senhor, que é o dia do Senhor, reuni-vos mais diligentemente” (Livro 2 sec. 7)
7. Anatólio bispo de Laudicéia – (ano 270 d.C) “A nossa consideração pela ressurreição do Senhor que se deu no dia do Senhor, leva-nos a celebrá-lo.” (cap.10)
8. Pedro, bispo de Alexandria – (ano 306) “Mas o dia do Senhor nós celebramos como um dia de alegria, porque nele ele ressuscitou.” (cânon 15)
Para complementar esse ponto invocaremos a palavra de um eminente vulto da teologia protestante:
“Deve-se lembrar, contudo, que o objetivo específico do sábado cristão é a comemoração da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos. Todos os exercícios do dia, portanto, devem ter referencia especial a ele e ä sua obra redentora. É o dia em que ele deve ser adorado, reconhecido e louvado…É portanto um dia de alegria.”(Teologia Sistemática, pág. 1273 – Charles Hodge – ed. Hagnos 1ª edição)
Clemente de Alexandria no Egito, AD 194 diz:
“Ele, cumprindo o preceito conforme o evangelho, guarda o Dia do Senhor, quando abandona uma disposição má e assume aquela do gnóstico, glorificando em si a ressurreição do Senhor” (Livro 7 cap. 12)
Este autor fala dum “preceito”. Que preceito será este? O renomado Dr. Strong, em sua obra ‘Teologia Sistemática’, pág. 410, referindo-se ao que Justino Mártir disse, e que já citamos acima, escreve o seguinte: “Isto parece indicar que Jesus, entre a ressurreição e a ascensão, deu mandamento a respeito do primeiro dia da semana porque Jesus ‘foi recebido em cima’ somente depois de ter dado mandamentos pelo Espírito Santo aos apóstolos que escolhera’. (At. 1.2) Se Jesus não deu um mandamento positivo a respeito do primeiro dia da semana, ao menos o Espírito Santo sancionou o proceder dos apóstolos em relação a este dia de um modo tal que o observavam como se fosse por mandamento.”(citado em ‘O Sabatismo à Luz da Palavra de Deus’ pág. 85 – Petrowsky – 5ª edição)

Diante desses fatos é impossivel não crer que os cristão primitivos consideravam o domingo como o dia do Senhor, e também como o seu principal dia de culto.

Reações:

24 comentários:

  1. EM APOCALISE 1:10 NÃO SE REFERE AO DOMINGO, MAS AO DIA DO SENHOR, SE VOCÊ PERCEBER BEM ,NAQUELES DIAS O DIA DO SENHOR E O MESMO DE HOJE O SABADO,USAR ESTA PASSSAGEM PARA DISER QUE SE REFERE AO DOMINGO E FAZER A VONTADE DE LUCIFER, QUE QUER MUDAR O DIA DE ADORAÇÃO DE DEUS PARA SI, VEJA DANIEL 7:25.
    NÃO A NENHUMA BASE BIBLICA PARA SANTIFICAÇÃO DO DOMINGO NO LUGAR DE SABADO.

    ResponderExcluir
  2. Querem saber a verdade sobre o Dia do Senhor e o Sábado? Acesse:

    http://novotempo.com/namiradaverdade/2010/07/26/o-argumento-fracassado-dos-observadores-do-domingo-–-apocalipse-110-parte-1/

    e vejam o que a Bíblia fala sobre o assunto e não os cristãos primitivos.

    ResponderExcluir
  3. Senhores Cristãos,

    Saudações!

    Vejo o sábado um sinal entre Deus e Os Israelitas, veja como a bíblia especifica isto muito bem:
    -------------------
    Êxodo 31:
    13. “DIZE AOS ISRAELITAS: OBSERVAREIS OS MEUS SÁBADOS, PORQUE ESTE É UM SINAL PERPÉTUO ENTRE MIM E VÓS, para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifico.
    14. Guardareis o sábado, pois ele vos deve ser sagrado. Aquele que o violar será morto; quem fizer naquele dia uma obra qualquer será cortado do meio do seu povo.
    15. Trabalhar-se-á durante seis dias, mas o sétimo dia será um dia de repouso completo consagrado ao Senhor. Se alguém trabalhar no dia de sábado será punido de morte.
    16. OS ISRAELITAS GUARDARÃO O SÁBADO, celebrando-o de idade em idade com um pacto perpétuo.
    17. ESTE SERÁ UM SINAL PERPÉTUO ENTRE MIM E OS ISRAELITAS, porque o Senhor fez o céu e a terra em seis dias e no sétimo dia ele cessou de trabalhar e descansou.”
    -------------------

    Também quando Jesus disse que "O SÁBADO FOI FEITO POR CAUSA DO HOMEM E NÃO O HOMEM POR CAUSA DO SÁBADO"

    Entendo que para os gentios, pode-se dizer que "O DESCANSO FOI FEITO POR CAUSA DO HOMEM E NÃO O HOMEM POR CAUSA DO DESCANSO"

    (São Marcos 2,27)
    E dizia-lhes: "O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado;

    Não encontrei na bíblia que se deva reivindicar dos Cristãos gentios a guarda do sábado. Quando estiver fazendo o ano bíblico confira isto!

    Atenciosamente,

    Francisco Alberto de Azevedo
    http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Senhores Cristãos,

    Saudações,

    Fiquei surpreso com estas explicações e fui na "bíblia on line" no link:
    (http://www.bibliacatolica.com.br/11/73/1.php), versão (grega) - Septuaginta + Novo Testamento e fiz uma pesquisa em todo Novo Testamento com a palavra "SABBATON", QUE É "SÁBADO" NO GREGO.

    Qual não foi a surpresa ao ver que em Apocalipse 1:10, não aparece a palavra SABBATON , E INCLUSIVE, NÃO VEIO NA RESPOSTA À PESQUISA.

    Veja abaixo, o resultado da pesquisa em todo o Novo testamento, e em quais versículos a palavra "SABBATON" foi encontrada:

    -------------------------
    Busca Bíblica

    Encontrados 14 registros para: sabbaton

    (São Mateus 12,5)
    h ouk anegnwte en tw nomw oti toiV sabbasin oi iereiV en tw ierw to SABBATON bebhlousin kai anaitioi eisin

    (São Marcos 2,27)
    kai elegen autoiV to sabbaton dia ton anqrwpon egeneto ouc o anqrwpoV dia to SABBATON

    (São Marcos 15,42)
    kai hdh oyiaV genomenhV epei hn paraskeuh o estin proSABBATON

    (São Lucas 23,54)
    kai hmera hn paraskeuh kai SABBATON epefwsken

    (São Lucas 23,56)
    upostreyasai de htoimasan arwmata kai mura kai to men SABBATON hsucasan kata thn entolhn

    (São João 5,9)
    kai euqewV egeneto ugihV o anqrwpoV kai hren ton krabbaton autou kai periepatei hn de SABBATON en ekeinh th hmera

    (São João 5,10)
    elegon oun oi ioudaioi tw teqerapeumenw SABBATON estin ouk exestin soi arai ton krabbaton

    (São João 5,18)
    dia touto oun mallon ezhtoun auton oi ioudaioi apokteinai oti ou monon eluen to SABBATON alla kai patera idion elegen ton qeon ison eauton poiwn tw qew

    (São João 9,14)
    hn de SABBATON ote ton phlon epoihsen o ihsouV kai anewxen autou touV ofqalmouV

    (São João 9,16)
    elegon oun ek twn farisaiwn tineV outoV o anqrwpoV ouk estin para tou qeou oti to SABBATON ou threi alloi elegon pwV dunatai anqrwpoV amartwloV toiauta shmeia poiein kai scisma hn en autoiV

    (Atos dos Apóstolos 13,27)
    oi gar katoikounteV en ierousalhm kai oi arconteV autwn touton agnohsanteV kai taV fwnaV twn profhtwn taV kata pan SABBATON anaginwskomenaV krinanteV eplhrwsan

    (Atos dos Apóstolos 13,42)
    exiontwn de ek thV sunagwghV twn ioudaiwn parekaloun ta eqnh eiV to metaxu SABBATON lalhqhnai autoiV ta rhmata tauta
    ------------------------

    Obs:
    Coloquei a palavra "SABBATON" em maiúsculo para facilitar a localização no versícuro.


    Agora veja o resultado da pesquisa em Apocalipse 1:10
    -----------------
    Apocalipse 1:
    10. egenomhn en pneumati en th kuriakh hmera kai hkousa opisw mou fwnhn megalhn wV salpiggoV
    -----------------

    Não aparece a palavra "SABBATON".

    Se você quiser conferir, pode copiar o link e colar no endereço, que o resultado da pesquisa virá pra você também

    Link: http://www.bibliacatolica.com.br/busca/11/NT/1/sabbaton
    ------------------

    Também me fiz a seguinte pergunta:

    Porque joão, em Apocalipse 1:10 disse assim: "NO DIA DO SENHOR" e não "NO DIA DE SÁBADO"?

    Realmente devemos estudar mais a Palavra, pois ainda somos crianças.

    Cordialmte em Cristo Jesus,
    Francisco Alberto de Azevedo

    Meu blog:
    http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com

    Meu E-mail
    chicobetu@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Senhores Cristãos,

    Saudações,

    Fiquei surpreso com estas explicações e fui na "bíblia on line" no link:
    (http://www.bibliacatolica.com.br/11/73/1.php), versão (grega) - Septuaginta + Novo Testamento e fiz uma pesquisa em todo Novo Testamento com a palavra "SABBATON", QUE É "SÁBADO" NO GREGO.

    Qual não foi a surpresa ao ver que em Apocalipse 1:10, não aparece a palavra SABBATON , E INCLUSIVE, NÃO VEIO NA RESPOSTA À PESQUISA.

    Veja abaixo, o resultado da pesquisa em todo o Novo testamento, e em quais versículos a palavra "SABBATON" foi encontrada:

    -------------------------
    Busca Bíblica

    Encontrados 14 registros para: sabbaton

    (São Mateus 12,5)
    h ouk anegnwte en tw nomw oti toiV sabbasin oi iereiV en tw ierw to SABBATON bebhlousin kai anaitioi eisin

    (São Marcos 2,27)
    kai elegen autoiV to sabbaton dia ton anqrwpon egeneto ouc o anqrwpoV dia to SABBATON

    (São Marcos 15,42)
    kai hdh oyiaV genomenhV epei hn paraskeuh o estin proSABBATON

    (São Lucas 23,54)
    kai hmera hn paraskeuh kai SABBATON epefwsken

    (São Lucas 23,56)
    upostreyasai de htoimasan arwmata kai mura kai to men SABBATON hsucasan kata thn entolhn

    (São João 5,9)
    kai euqewV egeneto ugihV o anqrwpoV kai hren ton krabbaton autou kai periepatei hn de SABBATON en ekeinh th hmera

    (São João 5,10)
    elegon oun oi ioudaioi tw teqerapeumenw SABBATON estin ouk exestin soi arai ton krabbaton

    (São João 5,18)
    dia touto oun mallon ezhtoun auton oi ioudaioi apokteinai oti ou monon eluen to SABBATON alla kai patera idion elegen ton qeon ison eauton poiwn tw qew

    (São João 9,14)
    hn de SABBATON ote ton phlon epoihsen o ihsouV kai anewxen autou touV ofqalmouV

    (São João 9,16)
    elegon oun ek twn farisaiwn tineV outoV o anqrwpoV ouk estin para tou qeou oti to SABBATON ou threi alloi elegon pwV dunatai anqrwpoV amartwloV toiauta shmeia poiein kai scisma hn en autoiV

    (Atos dos Apóstolos 13,27)
    oi gar katoikounteV en ierousalhm kai oi arconteV autwn touton agnohsanteV kai taV fwnaV twn profhtwn taV kata pan SABBATON anaginwskomenaV krinanteV eplhrwsan

    (Atos dos Apóstolos 13,42)
    exiontwn de ek thV sunagwghV twn ioudaiwn parekaloun ta eqnh eiV to metaxu SABBATON lalhqhnai autoiV ta rhmata tauta

    (Atos dos Apóstolos 15,21)
    mwshV gar ek genewn arcaiwn kata polin touV khrussontaV auton ecei en taiV sunagwgaiV kata pan SABBATON anaginwskomenoV

    (Atos dos Apóstolos 18,4)
    dielegeto de en th sunagwgh kata pan SABBATON epeiqen te ioudaiouV kai ellhnaV
    ------------------------

    Obs:
    Coloquei a palavra "SABBATON" em maiúsculo para facilitar a localização no versícuro.


    Agora veja o resultado da pesquisa em Apocalipse 1:10
    -----------------
    Apocalipse 1:
    10. egenomhn en pneumati en th kuriakh hmera kai hkousa opisw mou fwnhn megalhn wV salpiggoV
    -----------------

    Não aparece a palavra "SABBATON".

    Se você quiser conferir, pode copiar o link e colar no endereço, que o resultado da pesquisa virá pra você também

    Link: http://www.bibliacatolica.com.br/busca/11/NT/1/sabbaton
    ------------------

    Também me fiz a seguinte pergunta:

    Porque joão, em Apocalipse 1:10 disse assim: "NO DIA DO SENHOR" e não "NO DIA DE SÁBADO"?

    Realmente devemos estudar mais a Palavra, pois ainda somos crianças.

    Cordialmte em Cristo Jesus,
    Francisco Alberto de Azevedo

    Meu blog:
    http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com

    Meu E-mail
    chicobetu@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Paz do Senhor Jesus Cunha!

    Nós não estamos dizendo que o domingo foi santificado no lugar do sábado. O que está escrito nesse artigo é que os cristãos primitivos tinham como principal culto o domingo, por consideração ao dia em que Jesus ressuscitou.
    Não há provas bíblicas e históricas de que os cristãos tenham guardado o sábado tendo ele como principal culto.
    Leia Rm.14.4-7 e verá que o Apóstolo Paulo já exortava os crentes naquela época sobre esse assunto.
    Então querido, se você faz questão de dia problema seu, eu, porém, considero todos os dias iguais para adorar ao Senhor.

    Jean Patrik

    ResponderExcluir
  7. Olá Francisco, quero
    dar-lhe os parabéns pela pesquisa Francisco.
    Deus continue lhe abençoando.

    Obrigado por me ajudar com os seus comentários nesse humilde blog.

    Graça e Paz do nosso Senhor e Salvador Jesus!

    ResponderExcluir
  8. O sábado (sétimo dia) foi instituído pelo próprio Deus na criação (Gn. 2:2 e 3), muitos anos antes de surgir o povo judeu.

    Foi confirmado logo após o saída o povo de Israel do Egito, através dos 10 mandamentos que foram escritos pelo próprio dedo de Deus (Ex. 31:18).

    O sábado é considerado um sinal entre Deus e seu povo (Ez. 20:20).

    Jesus disse que Ele é Senhor do sábado e que foi estabelecido por causa do homem (Mc. 2:27 e 28). Se Jesus é o Senhor do sábado, então qual é o dia do Senhor?

    Jesus guardava o sábado, pois era seu costume (Lc. 4:16).

    O Apóstolo Paulo adorava o Senhor Jesus no dia de sábado, e se dirigia ao local de adoração para pregar sobre a salvação em Jesus, tanto para os judeus como para os gregos (At. 18:1-4). Mesmo depois da ressurreição de Jesus o sábado ainda era guardado.

    O livro de Tiago diz que não adianta guardar só nove mandamentos, tem que guardar todos os 10, inclusive o sábado (Tg. 1:10), já que a Lei de Deus é eterna e não passará (Mt. 5:17-19).

    Além do que uma das características do povo de Deus nos últimos dias deste mundo antes da volta de Jesus, seria a observância de todos os mandamentos, inclusive o sábado (Ap. 12:17 e 14:12).

    Se você ama a Deus deve guardar todos os mandamentos (1 Jo. 2:4).

    "Porque, em certo lugar, assim disse, no tocante ao sétimo dia: E descansou Deus, no sétimo dia, de todas as obras que fizera." Hb. 4:4

    "Portanto, resta um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus das suas. Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso, a fim de que ninguém caia, segundo o mesmo exemplo de desobediência." Hb. 4:9-11

    ResponderExcluir
  9. Sr. Fábio,

    Cordiais saudações em Cristo Jesus, filho do Eterno!

    Não sou contra o repouso ou descanso no sábado nem no domingo; muitos descansam e vão à Igreja no domingo.

    Até os Adventistas gostam de descansar no domingo.

    Pergunto:
    Os Adventistas que trabalham na Organização, ou seja, nos departamentos da Igreja, Trabalham no domingo?

    Será que podemos nos basear em apocalipse 14:12, 12:17 e 1 João 2:4, para dizer que as Igrejas são falsas e filhas da grande meretriz, por não ensinarem a guarda do sábado judaico?

    Não encontrei esta afirmação aqui neste blog, contudo já ouvi e li em muitos lugares.

    Penso que pesa o fato de vocês desconsiderarem as recomendações de Paulo quando disse para não julgar ninguém por este motivo? Ou seja, SÁBADOS ! - Col 2:16 e rom 14:4 e 5.

    Colossenses 2:16 Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados;

    Romanos 14:4 Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor está em pé ou cai; mas estará em pé, porque o Senhor é poderoso para o suster.

    Romanos 14:5 Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente.

    Ao meu ver, estudando/INTERPRETANDO/APLICANDO A BÍBLIA, sem atender ao apelo de Paulo; CORREMOS O RISCO DE CAIR NO JUÍZO TEMERÁRIO !

    Cordialmente,

    Alberto
    http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Cuidado para não cometer o pecado contra o Espírito Santo, pois é Ele que nos convence da verdade, e se vc continua resistindo mesmo depois de tanta luz, é porque já está dificil de ouvir a Sua voz.

    ResponderExcluir
  11. Senhor anônimo do comentário de 20.10.2010 às 13:15 hs

    Saudações Cristãs!

    Seu comentário ficou bastante vago, pode ser considerado por todos, então vai uma resposta.

    Penso que o mesmo pode ser dito quanto a sua pessoa, pois qualquer um pode estar resistindo a voz do Espírito Santo. Não é mesmo?

    Acontece que muitos continuam a julgar outros Cristãos quanto aos sábados, comidas, bebidas e etc.

    O Que percebo em suas palavras é que pensas ser o portador da verdade e a luz do Espírito de Deus. É isto?

    Será que te assentas no Trono também?

    ResponderExcluir
  12. AO JEAN PATRIK E AO FCO. ALBERTO:

    Não poderia deixar de comentar sobre mais este assunto que tanto insistem em questionar que "Sábado é de Judeu, os gentios não guardavam o sábado, guardar ou não guardar qualquer dia tanto faz", etc.

    Já que são tão espertos em matéria de torcer textos, ou seja, fora do contexto, gostaria de saber de ambos como interpretam os seguintes textos:

    Is.8:16,20; Is.17:7; Is.24:5; Is.28:10;
    Is.30:1,9; Is.56:1-7; Is.58:13-14; Is.66:22-23.

    ATENÇÃO>>>"Observem que citei apenas o Livro de ISAÍAS. O próprio JESUS CITOU este livro por diversas vezes quando ia pregar nas sinagogas, com certeza vocês já leram na Bíblia, não é mesmo?

    Tomem cuidado em não dizer que, as passagens que citei não se aplica para os dias de hoje. Mas se for o caso, principalmente se considerarem que as passagens encontram-se no A.T, sugiro não considerarem os dízimos e ofertas que tb se encontram no mesmo livro, ou seja, apenas no A.T.

    Um fiel cristão e ASD;

    ORLANDO R. NETTO

    ResponderExcluir
  13. ORLANDO,

    Saudações Cristãs!

    RESPONDA AS PERGUNTAS:

    1 - PRIMEIRO TEXTO:

    Isaías

    8.16 Resguarda o testemunho, sela a lei no coração dos meus discípulos.8.20 À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva.

    PRIMEIRA PERGUNTA:

    1 - PARA VOCÊ O TEXTO SE REFERE A TODA A LEI OU APENAS AOS DEZ MANDAMENTOS?

    SEGUNTO TEXTO

    17.7 Naquele dia, olhará o homem para o seu Criador, e os seus olhos atentarão para o Santo de Israel.

    SEGUNTA PERGUNTA:

    2 - A IASD NÃO EXISTIA NAQUELE TEMPO; O ISRAEL DE HOJE SÃO VOCÊS IASD?

    TERCEIRO TEXTO:

    Isaías

    24.5 Na verdade, a terra está contaminada por causa dos seus moradores, porquanto transgridem as leis, violam os estatutos e quebram a aliança eterna.

    TERCEIRA PERGUNTA:

    3 - PARA VOCÊ O TEXTO SE REFERE A TODA A LEI OU APENAS AOS DEZ MANDAMENTOS?

    QUARTO TEXTO:

    Isaías

    28.10 Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali.

    QUARTA PERGUNTA:

    COMO CONCILIAR OS ENSINOS DE PAULO COM O LEGALISMO E ENSINOS JUDAIZANTES? VEJA:

    Gálatas
    5.18 Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei.

    5.4 De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes.
    5.4 Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído.
    5.4 Vocês que querem que Deus os aceite porque obedecem à lei estão separados de Cristo e não têm a graça de Deus.

    QUINTO TEXTO:

    Isaías

    30.1 Ai dos filhos rebeldes, diz o SENHOR, que executam planos que não procedem de mim e fazem aliança sem a minha aprovação, para acrescentarem pecado sobre pecado!
    30.9 Porque povo rebelde é este, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do SENHOR.

    QUINTA PERGUNTA:

    5 - COMO VOCÊ VAI SE EXPLICAR, POIS A LEI DO ANTIGO TESTAMENTO A QUE ISAIAS SE REFERE, ERA A TODA A LEI.

    5A - COMO EXPLICAR E CONCILIAR A APLICAÇÃO DA LEI NO NOVO TESTAMENTO COM OS NOVOS ENSINOS DE JESUS CRISTO?

    Naquele tempo se o Sacerdote ou os guardiões da lei não mandassem apedrejar ou matar os transgressores da própria lei também se tornavam transgressores e dignos de morte.

    JESUS VEIO E ENSINOU O PERDÃO, quando do iminente apedrejamento da mulher adúltera.

    Continua no próximo comentário....

    ResponderExcluir
  14. Continuação da resposta ao Orlando....

    SEXTO TEXTO citado pelo Orlando:

    Isaías

    56.1 Assim diz o SENHOR: Mantende o juízo e fazei justiça, porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça, prestes a manifestar-se. 56.2 Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal. 56.3 Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca. 56.4 Porque assim diz o SENHOR: Aos eunucos que guardam os meus sábados, escolhem aquilo que me agrada e abraçam a minha aliança, 56.5 darei na minha casa e dentro dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. 56.6 Aos estrangeiros que se chegam ao SENHOR, para o servirem e para amarem o nome do SENHOR, sendo deste modo servos seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a minha aliança, 56.7 também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos.

    SOBRE AS PARTES EM CAIXA ALTA DO TEXTO CITADO POR VOCÊ:

    todos os que guardam o sábado, não o profanando, e ABRAÇAM A MINHA ALIANÇA, 56.7 também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; OS SEUS HOLOCAUSTOS E OS SEUS SACRIFÍCIOS SERÃO ACEITOS NO MEU ALTAR, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos.

    6 - SEXTA PERGUNTA:

    6 - Vivemos sob a antiga aliança e precisamos oferecer holocaustos e sacrifícios sobre o altar, conforme se exigia na antiaga aliança?

    6A - E O SACRIFÍCIO COM O SANGUE DE JESUS, NA NOVA E ETERNA ALIANÇA, ONDE ENTRA NESTES ENSINOS JUDAIZANTES, pois hoje não oferecemos mais ofertas pelos pecados como na velha aliança?

    6B - SE TE APEGAS TANTO AS LEIS DA VELHA ALIANÇA E NO SEU EXATO CUMPRIMENTO PARA OS CRISTÃOS, COMO EXPLICA TODO ESTE TEXTO DE PAULO AOS HEBREUS?

    Veja:

    Hebreus

    2.14 Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo,
    9.7 mas, no segundo, o sumo sacerdote, ele sozinho, uma vez por ano, não sem sangue, que oferece por si e pelos pecados de ignorância do povo,
    9.12 não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção.
    9.13 Portanto, se o sangue de bodes e de touros e a cinza de uma novilha, aspergidos sobre os contaminados, os santificam, quanto à purificação da carne,
    9.14 muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo! 9.19 porque, havendo Moisés proclamado todos os mandamentos segundo a lei a todo o povo, tomou o sangue dos bezerros e dos bodes, com água, e lã tinta de escarlate, e hissopo e aspergiu não só o próprio livro, como também sobre todo o povo,
    9.20 dizendo: Este é o sangue da aliança, a qual Deus prescreveu para vós outros.
    9.22 Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão.
    10.4 porque é impossível que o sangue de touros e de bodes remova pecados.
    10.19 Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus,
    13.11 Pois aqueles animais cujo sangue é trazido para dentro do Santo dos Santos, pelo sumo sacerdote, como oblação pelo pecado, têm o corpo queimado fora do acampamento.

    6C - ESTE TEXTO SE REFERE AS LEIS DA ANTIGA ALIANÇA?

    6D - QUAL ERA A BASE O ACORDO DA ANTIGA ALIANÇA?


    Continua no próximo....

    ResponderExcluir
  15. Continuando resposta aso Orlando...

    SÉTIMO TEXTO:

    Isaías

    58.13 Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, 58.14 então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse.

    SÉTIMA PERGUNTA:

    Se o fundamento da antiga aliança era a obediência aos dez mandamentos, conforme:

    VELHA ALIANÇA

    (Velho Testamento) Velha aliança e sua base - fundada em que:

    Êxodo 34:28
    Moisés ficou ali com o Deus Eterno quarenta dias e quarenta noites e durante este tempo não comeu nem bebeu nada. Ele escreveu nas placas de pedra as PALAVRAS DO ACORDO, ISTO É OS DEZ MANDAMENTOS.

    Deut 4:12 e 13
    Do meio do fogo o Deus Eterno falou com vocês; vocês ouviram a voz Dele, mas não viram ninguém; só escutaram a voz. DEUS LHES ANUNCIOU O ACORDO QUE ESTAVA FAZENDO COM VOCÊS E MANDOU QUE OBEDECESSEM OS DEZ MANDAMENTOS, que depois escreveu em duas placas de pedra.

    7 - VIVEMOS SOB ESTA ANTIGA ALIANÇA? ESTE VELHO PACTO? COM A OBRIGATORIEDADE DA OBSERVÂNCIA DO SÁBADO?

    7A - O SÁBADO NÃO ERA UM SINAL EXCLUSIVO PARA OS QUE ESTAVAM SOB TODA A LEI, OU SEJA, PARA OS ISRAELITAS?

    veja:

    31.12 Disse mais o SENHOR a Moisés: 31.13 Tu, pois, FALARÁS AOS FILHOS DE ISRAEL e lhes dirás: CERTAMENTE, GUARDAREIS OS MEUS SÁBADOS; POIS É SINAL ENTRE MIM E VOS NAS VOSSAS GERAÇÕES; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica. 31.14 Portanto, guardareis o sábado, porque é santo para vós outros; AQUELE QUE O PROFANAR MORRERÁ; pois qualquer que nele fizer alguma obra será eliminado do meio do seu povo.

    7B - PORQUE NÃO SE APLICA ESTA PARTE DA LEI:

    "AQUELE QUE O PROFANAR MORRERÁ"
    -
    PORQUE CITAS PASSAGENS REFERENTES A LEI, QUE TINHAM SENTIDO DENTRO DO CONTEXTO DA ANTIGA ALIANÇA. OU NÃO?

    7C - PORQUE OS "IASD", NÃO CONSIDERAM E NÃO OBEDECECEM A RECOMENDAÇÃO DE PAULO CITADA EM COL 2:14 1 17, QUANTO AOS SÁBADOS SEMANAIS, QUANDO DIRIGIA-SE AOS CRISTÃOS?

    7D - SOMOS JUDEUS OU CRISTÃOS?

    7E - PORQUE FICAM EXIGINDO DOS CRISTÃOS REGRAS DA ANTIGA ALIANÇA, QUE A ELES NÃO SE APLICAM?

    NÃO SE APLICAM AOS CRISTÃOS MESMO... LEIA BEM DEVAGAR:

    Colossenses

    2.14 e anulou a conta da nossa dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz. 2.15 E foi na cruz que Cristo se livrou do poder dos governos e das autoridades espirituais. Ele humilhou esses poderes publicamente, levando-os prisioneiros no seu desfile de vitória. 2.16 PORTANTO, NINGUÉM FAÇA PARA VOCÊS LEIS SOBRE O QUE DEVEM COMER OU BEBER, OU SOBRE OS DIAS SANTOS, E A FESTA DE LEU NOVA, E O SÁBADO. 2.17 Tudo isso é apenas uma sombra daquilo que virá; a realidade é Cristo.

    Continua no próximo....

    ResponderExcluir
  16. Continuação da resposta ao Orlando...

    OITAVO TEXTO:

    Isaías

    66.22 Porque, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o SENHOR, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome. 66.23 E será que, de uma Festa da Lua Nova à outra e de um sábado a outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR.

    Obs: Realmente este texto FALA SOBRE OS SÁBADOS NA NOVA TERRA:

    Contudo há que se observar que no Hebraico, "SÁBADO" significa "DESCANSO"; e os Cristãos ocidentais já fazem isto, indo as igrejas no setimo dia de descanso, após seis dias trabalhados.

    Não há dificiuldade quanto a este texto..

    Veja a explicaçõa do Wikipedia:

    Atenhamo-nos, portanto ao hebraico, língua na qual foi dada a Lei, e façamos toda a apologia ao nome escrito por Deus na Lei dos 10 Mandamentos: Shabat! Segundo a Vikipédia; “Apesar de ser quase universalmente traduzida como “descanso” ou “um período de descanso”, a tradução mais literal seria “cessão” de “cessar de trabalho”. Podendo a tradução de “shabat” ser aceita como “descanso”, vejamos como fica o mandamento, com essa palavra, e como toma outro sentido; “Lembra-te do dia de “descanso” para o santificar.(8) Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra(9). Mas o sétimo dia é o “descanso” do Senhor teu Deus...(10). “...portanto abençoou o Senhor o dia de “descanso” e o santificou”(11).

    Não há pergunta quanto ao oitavo texto.

    Cordialmente,

    Francisco.

    ResponderExcluir
  17. Serie de respostas dadas a outro blog :

    Usar textos posteriores ao 1º século só me da embasamento para acreditar em Daniel 7:25

    Jesus em seu sermão aos discípulos(Jo 16:13),nos diz que o Espírito Santo seria enviado para nos guiar a toda verdade. Portanto, se entendemos que as escrituras foram inspiradas pelo Espírito Santo, Ele as teria usado para nos ensinar que havia a tal mudança do Sábado para o domingo (se isso fosse verdade). Levantando alguns textos do NT que falam sobre a Lei, percebe que nenhum dos escritores fala disso:
    1º Na carta aos cristãos Romanos(Rm 6,7,8), Paulo discorre sobre a salvação pela Graça, quando ele fala que a Lei é justa, santa e boa, em nenhum momento ele fala que houve uma mudança na Lei.
    2º Em Rm. 13, Paulo fala novamente sobre a Lei, cita mandamentos, porém não fala nada a respeito de mudança.
    3º Em Tm. 1:8, Paulo fala que a Lei é boa se a usarmos de modo legítimo. No meu entendimento, obrigatoriamente aqui deveria ter uma ressalva de que a Lei é boa, porém com alteração tão “desejada” do Sábado para o domingo.
    4º Em Hb. 8: 10 o autor do Livro diz que Deus firmaria uma nova aliança com Israel, na sua mente imprimiria as Suas Leis, nos seus corações escreveria... O senhor escreveria as mesmas Leis e não novas Leis. Se você muda um artigo de uma Lei, esta é uma nova Lei, já não será a mesma lei. O Espírito Santo obrigatoriamente teria que inspirar o autor de Hebreus a evidenciar a mudança da Lei.(À propósito: Leiam Hebreus e verão o que é o Novo Concerto).
    5º Em Tg. 2:10-13 o Espírito Santo inspira Tiago a nos ensinar que quem transgride um só ponto da Lei é culpado de toda Lei. Aqui a coisa complica extremamente. Se pecarmos porque transgredimos a Lei, obrigatoriamente Tiago teria que nos ensinar que não guardar o Sábado não seria mais pecado e sim não guardamos o domingo é que seria pecar, pois aqui é exatamente sobre isso que ele ensina: transgredir = pecar e sendo este um ”mandamento novo”, era necessário que ele expusesse isso em sua carta universal, para que todos soubessem da mudança.
    6º Em 1Jo 2:4 João afirma que aquele que diz que conhece a Cristo e não guarda os seus mandamentos é mentiroso e nele não esta a verdade. Mais uma vez, obrigatoriamente o E.S. teria que inspirar à João para que ele ressaltasse que não guardar o Sábado não seria mais mentiroso.

    Teríamos vários textos ainda no NT para que o E.S. inspirasse os escritores ressaltassem essa tal mudança de Sábado p/ domingo, mas estranhamente não acontece. Vocês acham que o E.S. “cruelmente” deixou para a gente interpretar através de eventos bastante discutíveis ocorridos no primeiro dia da semana que teríamos que mudar de Sábado para domingo.

    ResponderExcluir
  18. O texto do outro blog está baseado na questão da dispensação, o que é um argumento para querer dizer que hoje estamos na graça e não precisamos mais obedecer a Deus. Se isto realmente ocorresse, teríamos dois tipos de salvos no céu, um por suas próprias obras e outro por sacrifício de Jesus Cristo na cruz. Isto por si só é de uma incoerência tremenda, já que o primeiro dirá no céu que Jesus não fez nada por ele.

    Para os que acreditam nessa dispensação eu coloco o seguinte texto:
    " E disse: Senhor, se agora tenho achado graça aos teus olhos, vá agora o Senhor no meio de nós; porque este é povo de dura cerviz; porém perdoa a nossa iniqüidade e o nosso pecado, e toma-nos por tua herança" Êxodo 34:9

    A Lei já havia sido escrita, porém Moisés não fala com Deus que ele é merecedor do perdão de Deus (A Graça), por guardar a Lei, mas sim porque Deus é misericordioso para perdoar as suas iniquidades. Iniquidade = desigualdade ou antônimo de equidade, o que é equidade no caso? Igualdade à Lei. Portanto, Moisés logo após ter recebido do Senhor a Lei, já sabia que por si próprio não poderia ser merecedor do perdão de Deus pela Lei. Porque se alguém fosse salvo pela Lei não precisaria de perdão.

    Agora, o argumento do descanso anterior à semana é de tamanha estranheza que beira a estupidez, desculpem-me as palavras rudes. Como você descansa se não está cansado? Nas semanas posteriores à primeira, você estará descansando da semana anterior ou estará descansando para a semana posterior? As duas coisas é lógico. Olha isso o Sábado já faz, então não é mudança.

    Olha o texto “De acordo com a mentalidade das obras, o descanso vem como consequência do desempenho. Mas, segundo a graça, o desempenho vem em decorrência do descanso [da fé em Cristo].”

    Este texto beira quase a blasfêmia. Jesus descansa no Sétimo dia de sua criação e depois fala que o descanso é no primeiro, pois agora estamos na graça. Uso perigoso de Tautologia.
    Trata como se só existisse uma semana e depois acaba tudo.

    Para os que acreditam que o Sábado era só para Judeus, [GRIFOS MEUS]:
    Assim diz o SENHOR: Guardai o juízo, e fazei justiça, porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça, para se manifestar. [ JESUS CRISTO]
    Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto; que se guarda de profanar o sábado, e guarda a sua mão de fazer algum mal.
    E não fale o filho do estrangeiro, que se houver unido ao SENHOR, dizendo: Certamente o SENHOR me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que sou uma árvore seca.[ GENTIOS]
    Porque assim diz o SENHOR a respeito dos eunucos, que guardam os meus sábados, e escolhem aquilo em que eu me agrado, e abraçam a minha aliança: [ GENTIOS ACEITANDO O SÁBADO]
    Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.
    E aos filhos dos estrangeiros, que se unirem ao SENHOR, para o servirem, e para amarem o nome do SENHOR, e para serem seus servos, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem a minha aliança,[ GENTIOS ENTRAM NA ALIANÇA]
    Também os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos. [ GENTIOS SERÃO SALVOS]
    Assim diz o Senhor DEUS, que congrega os dispersos de Israel: Ainda ajuntarei outros aos que já se lhe ajuntaram. [ DEUS JUNTARÁ OS REMANESCENTES DE ISRAEL E OS GENTIOS]
    Isaías 56:1-8

    Um abraço e que a Graça de Deus esteja com todos.

    ResponderExcluir
  19. Verdadeiros Cristão - Vejam todos os clipes
    http://www.youtube.com/watch?v=T9I5DaQCnho&feature=BFa&list=PL789CFFABFFDF992B&lf=plpp_video

    ResponderExcluir
  20. Vocês esqueceram de citar o nome em inglês para o domingo que é SUNDAY. Que significa dia do sol (Sun = sol; Day = dia). Portanto, quem guarda falsamente o domingo está adorando o DEUS SOL. E nós não devemos adorar nenhum outro DEUS, se não aquele que fez o céu, a terra o mar e as fontes das águas e descansou no 7º dia. E quem está por trás disso é satanás que quer vendar os seus olhos. Por favor, não permitam isso e não entristeçam mais o coração de DEUS. Amém!

    ResponderExcluir
  21. Vocês esqueceram de citar o nome em inglês para o domingo que é SUNDAY. Que significa dia do sol (Sun = sol; Day = dia). Portanto, quem guarda falsamente o domingo está adorando o DEUS SOL. E nós não devemos adorar nenhum outro DEUS, se não aquele que fez o céu, a terra o mar e as fontes das águas e descansou no 7º dia. E quem está por trás disso é satanás que quer vendar os seus olhos. Por favor, não permitam isso e não entristeçam mais o coração de DEUS. Amém!

    ResponderExcluir
  22. Vocês esqueceram de citar o nome em inglês para o domingo que é SUNDAY. Que significa dia do sol (Sun = sol; Day = dia). Portanto, quem guarda falsamente o domingo está adorando o DEUS SOL. E nós não devemos adorar nenhum outro DEUS, se não aquele que fez o céu, a terra o mar e as fontes das águas e descansou no 7º dia. E quem está por trás disso é satanás que quer vendar os seus olhos. Por favor, não permitam isso e não entristeçam mais o coração de DEUS. Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata,

      Saudações Cristãs,

      Você adora SATURNO?

      Veja a explicação:

      Conforme estudo por nós desenvolvido, intitulado “A Lei”, ficou biblicamente provado que a mesma foi dada no Sinai aos hebreus, o povo de Israel, o povo de Deus. Como ela foi endereçada e dada aos hebreus, e não aos gentios (como nós), sem sombra de dúvida foi escrita na língua hebraica. Não tendo sido dada em português, espanhol, italiano ou francês, não foi escrita na Lei a palavra “Sábado”, a qual só tem como objetivo, identificar ou dar nome ao dia que fica entre a sexta-feira e o domingo. Também não foi escrita em latim (saturne dies), nem em inglês (Saturday), pois ambas significam: “Dia de Saturno”! Segundo a enciclopédia Vikipédia, “a palavra sábado deriva do latim sabbatum, que por sua vez deriva do hebraico sabá e do holandês zaterdag, significando: dia de Saturno”. “Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando esse dia ao astro Saturno, o que originou outras denominações (Zaterdag e Saturday)”.

      Outra:

      Atenhamo-nos, portanto ao hebraico, língua na qual foi dada a Lei, e façamos toda a apologia ao nome escrito por Deus na Lei dos 10 Mandamentos: Shabat! Segundo a Vikipédia; “Apesar de ser quase universalmente traduzida como “descanso” ou “um período de descanso”, a tradução mais literal seria “cessão” de “cessar de trabalho”. Podendo a tradução de “shabat” ser aceita como “descanso”, vejamos como fica o mandamento, com essa palavra, e como toma outro sentido; “Lembra-te do dia de “descanso” para o santificar.(8) Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra(9). Mas o sétimo dia é o “descanso” do Senhor teu Deus...(10). “...portanto abençoou o Senhor o dia de “descanso” e o santificou”(11). Tendo Em vista o aspecto “descanso”, e não o “nome próprio” (sábado), dado a esse dia da semana, analisemos detalhes do 4º mandamento:....

      Sugiro que consulte a fonte destas informações no link:

      http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com.br/2011/01/o-quarto-mandamento.html

      Excluir
  23. Renata e leitores,

    O Sr Genes Soares me mostrou um erro no texto acima que transcrevi como resposta a você veja a explicação de onde está o erro:
    ---------início------
    Bem, Cristão livre gostaria claro se fosse possível de poder saber o vosso nome.

    Bem fazendo uma síntese, eis ai a resposta a sua exposição.
    Segundo sua fonte a Wikipédia diz com relação à palavra sábado.

    “A palavra sábado DERIVA do latim sabbatum, que por sua vez DERIVA do Shabat hebraico (שבת, transliterado como shabāt), que designa o dia de descanso entre os judeus e alguns grupos de cristãos, principalmente os adventistas”.

    Grifos meus.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A1bado

    Portanto Cristão Livre, a palavra “sábado” é de origem semítica (em hebraico šabbath, em assírio šabattu ou šapattu) significando propriamente “fim” ou “limite do tempo”.

    Dela se derivou em hebraico o verbo šabath (em assírio šabatu ou šapatu) com a significação de “terminar”, “cessar” (em árabe “cortar” “cessar de fazer alguma coisa”) e daí “repousar”, “descansar”. O termo se aplica primariamente ao sétimo dia como limite da semana e como dia de repouso ou cessação do trabalho, donde vir a significar “repouso”, “descanso”.

    Portanto não seria muito inteligente afirmar que ela tem origem no paganismo que á utilizou para adoração de seus deuses.
    A sua própria fonte afirma isso, a Wikipédia.

    “Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando o dia de Sábado ao deus Saturno, o que originou em inglês a denominação Saturn's day, posteriormente abreviada para Saturday, e no holandês Zaterdag, com o significado de "Dia de Saturno"“.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A1bado

    Portanto o sábado tem a sua origem na lingua semítica hebraica a sua própria fonte afirma isso.

    Gentilmente

    Gênes Soares.
    21 de novembro de 2012 18:14
    ----Fim da explicação----

    Me desculpem!

    http://cristaoslivres-francisco.blogspot.com.br/2011/01/o-quarto-mandamento.html


    ResponderExcluir

Esse Blog apóia Samuel Câmara

Esse Blog apóia Samuel Câmara
CGADB PARA TODOS